Archive em Outubro 2018

Zaka:«Isto não é entre mim e o Reinildo!»

Zakarya trabalha «duro» para ajudar a equipa. O lateral esquerdo encontra-se já recuperado de lesão, garantindo estar a cem por cento para ajudar a equipa.
A paragem no campeonato até está a fazer bem o grupo, opina o marroquino.
«Vamos ter mais tempo para trabalhar e afinar pormenores. Vai fazer bem ao corpo e à mente», argumenta o defesa, respondendo que é ainda «muito difícil» fazer-se entender em português. A verdade é que Reinildo assumiu a posição de lateral esquerdo e há que voltar a lutar pelo lugar. «Todos queremos estar na equipa principal. Trabalho muito todos os dias mas a decisão é do mister e há que respeita-la. Ele faz o que entende ser melhor para a equipa. Reinildo? É um grande companheiro, boa pessoa, grande jogador com muita qualidade. Mas isto não é entre mim e o Reinildo. É entre o grupo para conseguirmos os objetivos da equipa. Vamos conseguir jogar os dois», assenta Zaka, como o grupo lhe chama durante os treinos, assegurando disponibilidade para jogar mais à frente no terreno, como já aconteceu, ainda que se sinta mais confortável na lateral. «Claro que jogo onde for mais conveniente para o mister e para a equipa. Já jogamos os dois nessa situação, é verdade. Estarei sempre disponível para ajudar onde for preciso. Mas sou lateral-esquerdo», comenta o marroquino que no início da época fez notícia ao ser alvo do interesse do FC Porto.
«Não fiquei afetado com nada. Tenho uma mentalidade muito forte. Isso já ficou tudo lá atrás. Comigo nada mudou. Penso só no meu presente e no Belenenses, equipa com a qual quero ganhar muito. Se surgir oportunidade boa para mim e para o Belenenses, conversa-se. Mas agora …nunca mais pensei nisso. Sou do Belenenses e é com este grupo que quero evoluir, trabalhar e ser melhor», dispara Zakarya Berdich, lembrando ser já «tempo de ganhar».

zakarya3

 

 

 

Sub 23: Calila quer regresso às vitórias!

«Ainda não perdemos em casa e assim queremos continuar»

Diogo Calila, lateral direito da equipa de Neca, festejou ontem o seu 20.º aniversário. Chegou calado ao balneário mas o grupo descobriu e fez-lhe a festa.
«A malta gosta de dar uns calduços mas não foi nada de especial. Só o Robinho abusou um bocadinho mas tive de pô-lo logo na linha», conta o defesa, entre risos, jogador que legenda por vezes as suas fotografias nas redes sociais com a frase : «Sou um cão raivoso à procuro do que quero.»
Determinação não lhe falta. Calila tem sido quase sempre titular, é um dos jogadores mais regulares do grupo, também um dos mais inconformados.
«Atravessamos fase menos positiva com quatro resultados que não era o que esperávamos, porque entramos sempre em campo para ganhar. Mas a equipa está a trabalhar bem para dar a volta e voltar às vitórias», assenta, lembrando que amanhã há estatuto a defender na receção à Académica (jogo no campo do Real, às 17 horas.)
«Ainda não perdemos em casa e assim queremos continuar. É sempre jogar para ganhar. Sabemos que a Académica vai querer criar-nos dificuldades mas estamos preparados para responder. Os três pontos são o mais importante», dispara Calila, vincando que «em relação a outras equipas da Liga Revelação, o Belenenses tem qualidade para estar em posições superiores».
Quanto ao facto de ser opção… «Mostra que estou a trabalhar bem. O mister tem apostado em mim, no entanto, tenho sempre concorrente à altura que é o Gonçalo [Tavares] que não me deixa facilitar em nada. Tem sido um companheiro impecável, tem sido um bom duelo. Só assim conseguimos evoluir , com colegas a trabalhar e a disputar o lugar», comenta ainda o camisola 44 dos sub-23, satisfeito com o que tem dado à equipa: «Tenho feito boas assistências, tenho jogado bem e estado em forma, com ritmo. Sinto-me bem e espero continuar assim para mostrar aos treinadores da equipa principal que estou preparado se, eventualmente, houver uma chamada.»

calila2

Austríacos no Jamor

Já vão em seis mails. O Belenenses tem sido contactado por um grupo de austríacos que costuma organizar-se para viajar Europa fora com o objetivo de ver bom futebol e visitar estádios variados. Este mesmo grupo, de cerca de 15 elementos, vai estar em Lisboa de 25 a 29 de outubro, solicitando-nos, desde logo, ajuda para a aquisição dos bilhetes para a receção ao Benfica, desafio escolhido pelo grupo como mote de mais uma viagem (inclusive enviaram-nos o programa da viagem ‘Lisboa 2018’).

Num dos emails enviados, este referido grupo de adeptos de bom futebol vindos da Áustria pedia ainda ajuda e sugestões de bons restaurantes em Lisboa, propondo ainda jogo entre quem viaja de longe e os veteranos ou staff da equipa.

Receosos que o contacto não surtisse efeito, voltaram a escrever-nos para saberem se os bilhetes on line já estavam disponíveis e garantem-nos já terem adquirido ingressos em osbelenensessad.smartarena.pt.

Amantes de futebol vindos da Áustria que dizem estar dia 27 no Estádio Nacional a apoiar a equipa da Cruz de Cristo, desvalorizando o facto do adversário do Belenenses ser um dos chamados grandes do futebol português. «Iríamos de qualquer forma», responderam-nos.

benfica

mail.jpg

Silas e a visita ao Amora para a Taça

O sorteio do final desta manhã, realizado na Cidade do Futebol, ditou visita do Belenenses ao Amora, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, adversário que compete no CNS. Ainda que na teoria o sufrágio pareça ter sido simpático, o manager Silas adverte já para reais perigos.
«O Amora é o líder da série D do CNS e ainda só perdeu um jogo oficial esta temporada. É uma equipa muito difícil de bater em casa onde já não perde há imenso tempo. Vai, seguramente, ser jogo muito complicado porque tem um bom plantel, com gente que tem experiência em ligas profissionais e com um treinador muito experiente que tem feito excelente trabalho», elogia Silas, de 42 anos, referindo-se a Litos, técnico de jogadores que também Silas conhece bem.
«Já joguei com o Rúben Nunes e o Tiago Duque, a dupla de centrais, e sei que temos de estar ao nosso melhor para defrontarmos o Amora», sublinha o manager que hoje de manhã voltou a orientar sessão matinal de treino.
O Belenenses volta a treinar-se amanhã de manhã. Recorde-se que este fim de semana não reserva competição, seguindo-se, então, no fim de semana de 20 e 21, a Taça de Portugal.

JLeSilas

José Luís, diretor geral, esteve no sorteio; Silas, manager do Belenenses, alerta para a competência do Amora

Sasso, Nuno Coelho e Muriel em gestão

O Belenenses continua a preparar-se com afinco, aproveitando paragem no campeonato para apurar a forma física bem como fazer gestão de alguns jogadores que apresentam pequenas mazelas resultantes do esforço e regularidade. Casos do guarda-redes Muriel e do médio Nuno Coelho que apresenta contractura na coxa direita, realizando apenas corrida.

Também o central francês, Vincent Sasso, padece de gonalgia no joelho esquerdo privando-se dos exercícios de conjunto. Filipe Chaby continua a recuperar de mialgia na face interna da coxa direita, enquanto o lateral direito Diogo Viana também debela mialgia na face posterior da coxa esquerda.

Hoje o grupo às ordens do manager Silas volta a treinar-se da parte da manhã, conhecendo depois o adversário de domingo da Taça de Portugal.

sasso3

 

Muriel passou folgas com o irmão Allison

O Belenenses voltou esta tarde aos treinos, após fim de semana de folga que se seguiu ao empate (0-0) em casa do Feirense. O manager Silas já não pôde contar com o central Luís Silva, chamado aos sub-20, nem com Fredy e Reinildo, que também estarão nos próximos dias aos serviços das seleções de Angola e Moçambique, respetivamente.

A paragem no campeonato vai servir para afinar agulhas sendo que, pelo meio, há Taça de Portugal cujo sorteio se realiza depois de amanhã, às 12. 30 horas.

A equipa iniciou a semana de trabalho com grande otimismo e com Diogo Viana e Filipe Chaby já em corrida no relvado.

Os jogadores da Cruz de Cristo puderam descontrair no fim de semana aproveitando tempo de qualidade em família, como foi o caso de Muriel que viajou para Inglaterra, ao encontro do irmão Allison, guarda-redes do Liverpool. «Foi o aniversário dele na semana passada [fez 26 anos dia 2 de outubro] e fui lá ter com ele e com toda a família. Encontramo-nos lá com os meus pais também. Para mais coincidiu com o grande jogo Liverpool-Manchester City», conta Muriel, que assistiu à baliza inviolada de Allison nesse grande jogo em Anfield, da Premier League, que terminou empatado, sem golos.
Nas redes sociais Allison partilhou fotografia no aeroporto de Manchester na companhia de Muriel e Tiago Caeiro, avançado do Belenenses que também aproveitou o fim de semana em Terras de Sua Majestade.

allison

Sub 23: Estreia de Álvaro

Álvaro, guarda-redes dos sub-23, o ‘Chefe’ como diz que muitos o chamam no balneário, estreou-se a defender as redes da baliza no último domingo, frente ao V. Setúbal (2-2), chamado a jogo por lesão de Iuri (vai submeter-se a exames nas próximas 48 horas).
Há muito que o guardião natural de Casal de Cambra aguardava por somar os seus primeiros minutos na equipa e , agora que já reviu o jogo, assume que podia ter feito melhor.«Estava um pouco ansioso, não estava à espera de entrar. Nem tive tempo para pensar. O mister Ricardo, dos guarda-redes, disse-me para estar tranquilo. Individualmente, podia ter corrido melhor em certos aspetos do jogo. Coletivamente não ficamos satisfeitos pois a equipa trabalhou para a vitória. Mas claro que estou feliz por ter-me estreado», assevera Álvaro, que sofreu golo de grande penalidade.  «Devia ter esperado um pouco mais antes de jogar-me», reflete, exigente consigo próprio.
Bom foi receber mensagens de incentivo e apoio, concorda. «Mandaram-me muitas mensagens, até mesmo durante o jogo, muitos amigos, familiares também. Mas agora tenho é de continuar a trabalhar. Ainda tenho muito a palmilhar», diz, ciente da sua realidade.

alvaro

Álvaro, 19 anos, sofreu golo de grande penalidade no jogo da sua estreia pela equipa, no último domingo, em casa do V. Setúbal

Amigo Reinildo

O moçambicano Reinildo, titular no último jogo em casa do Feirense e um dos elementos mais interventivos no jogo, é cada vez mais destaque na equipa.
O manager Silas já muitas vezes elogiou o seu talento e disponibilidade para cumprir em várias posições, palavras que não o fazem levantar os pés do chão.
Reinildo continua igual, como nos tempos do Sp. Covilhã. Quem o garante é Guilherme Torgal, fã de Reinildo de 12 anos que até já lhe criou uma páginas de fãs no Instagram. «Sou da Covilhã e desde que ele cá jogava que gosto imenso dele. Continuamos a falar e conversamos todas as semanas. Estou desejoso de ir a Lisboa ver jogos dele e até já pedi aos meus pais», conta o jovem adepto, que, apesar de toda a dedicação e devoção, ainda nem tem uma fotografia com o seu ídolo.
«Gostava muito de ter. Aliás, queria muito a sua camisola do Belenenses», avança Guilherme, em jeito de pedido. «Somos amigos, sim. Muitas vezes dou-lhe força antes dos jogos e depois de cada desafio também falo sempre com ele. Peço-lhe fotografias para publicar na página e ele manda-me», esclarece Guilherme Torgal, revelando que o lateral esquerdo se desdobra em atenções com aqueles que lhe querem bem, sem vedetismos ou vaidades.

fas

 

O capitão ‘Braveheart’ da pequena Nonô!

Gonçalo Silva, capitão do Belenenses, voltou ontem a ser escolhido como homem do jogo frente ao Feirense, troféu da Liga que vence pela segunda vez esta temporada, depois de também o ter conquistado na primeira jornada, aquando da vitória em casa do Tondela. O central, de 27 anos, que na anterior derrota caseira frente ao Sp. Braga saiu do relvado a chorar (por sentir imenso o emblema e a equipa), comentou nas redes sociais o destaque merecido após jogo de exibição individual positiva.
«Feliz pela distinção mas não conformado com o resultado. Eu não cruzo os braços, eu não me conformo. Quero sempre mais! Trabalhar para alcançar mais. Tem de ser sempre esse o objetivo», escreve o defesa que, nas redes sociais, sempre assina como Braveheart (bravo de coração). Epíteto que lhe foi escolhido por quem lhe cuida da imagem e que o capitão acredita assentar-lhe bem. «Até gosto, sim», confidencia Gonçalo, cuja bravura em campo justifica o cognome. «Ontem correu bem, foi pena não terem aparecido golos», lamenta o central, um dos mais regulares, titular do grupo do manager Silas, partilhando como desfrutará do fim de semana de folga.
«Vou aproveitar para estar junto da minha família , passar tempo de qualidade com a minha mulher, filha, irmãs e pais. É tempo precioso para nós, também para recuperarmos forças e energias. Vamos dar um passeio, almoçar e jantarmos juntos, também descansar para segunda-feira voltar a estar bem no treino e recuperar das mazelas do jogo que foi duro. Vou dar uma voltinha ao parque com a minha filhota», conta Gonçalo Silva, ídolo da Maria Leonor, a sua mais dedicada fã e amiga.
«Já vi essa fotografia após o jogo de ontem e ficou mesmo ternurenta. Aquela menina é a Nonô. Conheço-a desde o jogo de pré-época com o Rayo Vallecano. Pediu-me a camisola mas nesse jogo não lha pude oferecer. Depois, em casa com o FC Porto, a mãe dela disse-me que a menina ia levar cartaz a pedir-me de novo a camisola. Não pude recusar-lha. Ela é tão querida. Desde aí que tem mantido carinho especial por mim e eu por ela também. No fim dos jogos quer sempre beijinho meu e ontem não foi exceção. A mãe voltou a pedir-me para não me ir embora sem estar com ela senão chorava e ficava triste. São momentos bons e gratificantes. É bom receber carinho dos adeptos e das crianças. Também tenho filhota pequena e sinto esses momentos como especiais. No fim de contas estamos a fazer o nosso trabalho mas a marcar a vida de muita gente .Tenho a certeza que um dia ela vai lembrar-se do capitão do Belenenses, o Gonçalo, que no fim dos jogos ia dar-lhe  beijinhos. Que ela continue sempre a apoiar-me a mim e ao grande Belenenses», pede Gonçalo Silva, merecedor ainda do agradecimento da mãe de Nonô que nos legenda a fotografia: «O nosso capitão é enorme! Esta criança fez todos aqueles quilómetros com os Rapazes da Praia só para receber este beijinho!»

Gonçalo Silva2

 

Luís Silva, Fredy e Reinildo chamados às seleções

Luís Silva, central de 19 anos, voltou a ser escolha do Selecionador Nacional Sub-20, Hélio Sousa, para os jogos de preparação de Portugal diante da Suíça (dia 11, em Rio Maior) e Itália (dia 16, em Crotone). O jogador azul junta-se à concentração das Quinas na próxima segunda-feira, escalão que, recorde-se, discute o Mundial da categoria, na Polónia, em maio.

Também o atacante Fredy e o lateral esquerdo Reinildo voltaram a ser chamados aos trabalhos dos respetivos países (Angola e Moçambique), ficando ausentes do grupo do manager Silas que, após o jogo de amanhã em casa do Feirense, entrará em competição na Taça de Portugal.

luissilva

Luís Silva, 19 anos, voltou a merecer a confiança do selecionador nacional sub-20, Hélio Sousa